quinta-feira, 16 de junho de 2016

O novo God of War será mais do que um simples reboot


Cory Barlog, o director do novo God of War, esclareceu que este novo jogo não será um simples reboot da série, já que tal como pudemos ver no seu primeiro vídeo, também vai tentar reinventar todas as mecânicas de jogo para dar-nos uma perspectiva mais inovadora e que a experiência se sinta como algo realmente novo.

Entre os detalhes mais interessantes, Barlog destacou que um dos objectivos do jogo é o de mostrar-nos a viagem de redenção de Kratos, onde terá controlar constantemente a sua raiva e tomar uma boa decisão depois de todos os erros cometidos na sua vida passada.

A introdução de uma criança que Kratos tenta ensinar e proteger foi uma ideia que veio do nascimento do primeiro filho de Barlog.

"A raiva de Kratos fez com que ele tomasse muitas decisões más na sua vida, por isso eu estava fascinado para ver o que acontecia se ele tomasse uma boa decisão. Como seria? Como é que ele iria reagir a este caminho difícil e com o qual não está familiarizado? E o mais importa, porque é que faria isto?"

"A última questão obteve a sua resposta na minha própria vida com o nascimento do meu filho, um acontecimento que me transformou completamente e que me fez pensar em todo o tipo de mudanças na vida. É duro para a vida de um humano enfrentar uma mudança a sério, mas algo pode motivar-te de verdade é o facto seres responsável por uma vida, e especialmente da vida do nosso filho. O peso dessa responsabilidade conduz ao instinto de protecção, querendo impedir que se repitam todos os erros do nosso passado. Não há limites, nem adversidades que não queiramos superar, para sermos melhores... isto tudo pelos nossos filhos."



O novo God of War irá mudar de mitologia grega para a nórdica e será um exclusivo PlayStation 4. O jogo não será de mundo aberto e, ao contrário do que se pensava, Kratos será o protagonista. A data de lançamento ainda não está definida.

Fonte: Eurogamer.pt
http://www.eurogamer.pt/articles/2016-06-14-o-novo-god-of-war-sera-mais-do-que-um-simples-reboot