segunda-feira, 2 de março de 2015

Estudantes de física estudam o salto de fé de Assassin's Creed

Não é preciso ser-se um génio para sabermos que um salto de fé, o nome dado à queda dos protagonistas de Assassin's Creed a partir de um ponto alto de um edifício para um monte de palha, provocaria a morte imediata. No entanto quatro estudantes da Universidade de Leicester, do departamento de física, investigaram sobre este assunto.

O propósito desta investigação foi o de calcular a altura e o tamanho do monte de palha necessário para sobreviver a estas distâncias.

"Embora sem dúvida que tornaria a queda mais suave, a quantidade de palha usada para travar o impacto dos personagens é sempre a mesma, não importando a altura do salto. O senso comum diz que a quantidade de amortecimento, neste caso, a altura do monte de palha, deverá estar relacionada com a altura da queda. Isto deve-se ao aumento da energia cinética de quem salta, que precisa de ser dispersada lentamente."

Calculou-se que no jogo o monte de palha tem uma estatura equivalente a um metro e meio, sendo esta bastante pequena para a altura dos saltos e resultando sempre em lesões graves.

"Mesmo usando uma aceleração de impacto mais optimista, haveria lesões graves, o salto desde a catedral em Acre - o mais alto do primeiro Assassin's Creed - precisa de uma quantidade de palha muito maior."

"Para sobreviver a um monte de palha de um metro e meio o personagem não deveria saltar mais do que 12 a 13 metros," concluiu o estudo.




Fonte: Eurogamer.pt
http://www.eurogamer.pt/articles/2015-02-25-estudantes-de-fisica-estudam-o-salto-de-fe-de-assassins-creed