segunda-feira, 9 de fevereiro de 2015

Nintendo tentou adquirir a licença de Harry Potter

Quando a autora J.K. Rowling começou a vender os direitos para levar o mundo de fantasia de Harry Potter a outros meios, a Nintendo foi uma das companhias que lançou uma proposta, revela o Unseen64.
 
Um dos artistas que na altura trabalhava no estúdio norte-americano Nintendo Software Technology, disse ao site que durante uma semana todo o trabalho - estavam em produção os jogos Ridge Racer 64, Bionic Commando e Crystalis - foi colocado em pausa para criar um conceito para a adaptação de Harry Potter aos videojogos.

O estúdio da Nintendo encarregue da criar a visão foi dividido em duas equipas. A equipa principal teve que criar um conceito para um jogo de aventura na terceira pessoa, enquanto a equipa secundária ficou um jogo baseado no Quidditch.

Estes jogos, se fossem aprovados, teriam sido lançados para a Nintendo 64, Gameboy Advance, Gamecube e outras futuras plataformas da Nintendo. A ideia era que houvesse um novo jogo sempre que fosse lançado um novo livro.

As ilustrações iniciais do estúdio mantinham o estilo original do desenho escolhido para a capa do primeiro livro. Embora os artistas acreditassem que este estilo era o mais apropriado, os executivos da Nintendo forçaram os artistas a re-trabalhar os desenhos para que se aproximassem mais ao estilo japonês.

A proposta da Nintendo acabou por ser recusada pela autora. Como sabemos hoje, a licença foi vendida à Warner Bros, que depois escolheu a EA para produzir as adaptações dos filmes.

 
Fonte: Eurogamer.pt
http://www.eurogamer.pt/articles/2015-02-09-nintendo-tentou-adquirir-a-licenca-de-harry-potter?utm_source=eurogamer&utm_medium=email&utm_campaign=pt-daily